Tiago Gouvêa

Blog

Desenvolvimento de Aplicativos em pouco tempo, meu novo projeto

Desenvolvimento de Aplicativos em pouco tempo, meu novo projeto

Sempre recebi muitos contatos de pessoas com ideias de aplicativos, buscando desenvolvedores mobile ou apenas quem conseguisse tornar a ideia do aplicativo, realidade.

Nos últimos 5 anos passei 95% do tempo trabalhando de casa, no meu escritório, de pijama. Atendendo principalmente as demandas da Phormar, e mais um ou dois projetos a mais em paralelo.

Mas este ano resolvi abrir uma nova empresa, focada apenas no desenvolvimento de apps, com diferencial de fazer tudo em tempo muito curto! Começamos agora em maio a App Masters, ou seja, estamos começando, não temos quase nada no site mas já estamos a todo o vapor!

Empresas que fazem desenvolvimento para celular

Normalmente trabalham oferecendo aplicativos nativos, para Android e iOS, e desenvolvem seus projetos como um projeto de software normal, com requisitos no inicio do projeto e uma ou duas entregas no final do desenvolvimento.

Isso costuma levar vários meses, e no final o cliente costuma pedir uma série de modificações, já que quando vai usar percebe que algumas coisas poderiam ser diferentes. Quando você imagina é de um jeito, mas quando usa ali, no celular, vê que faltam coisas, que algumas partes não ficaram claras sobre como devem ser utilizadas, que não ficou intuitivo, ou apenas que o projeto é realmente fraco.

Neste momento, a pessoa percebe que jogou uma grana alta pela janela. Dai, pede um monte de modificações. A empresa por sua vez diz “não está no contrato, preciso fazer outro orçamento” e ai a coisa começa a se arrastar. O cliente paga “injuriado”, e a empresa desenvolve já sem tanto tesão no projeto.

Essa história toda ai eu conheço bem. Alguns anos atrás tive uma empresa de desenvolvimento e alguns projetos seguiam neste caminho. Tentamos sempre evitar que o processo levasse pra esse caminho, mas os clientes gostavam de “projeto fechado”, o que forçava esse padrão.

Desenvolvimento de aplicativo sob medida

O que o cliente quer é um alfaiate de software, um marceneiro de software, um arquiteto. Que escuta o seu desejo e faz algo 100% sob medida, customizado. Mas, é diferente. Uma roupa, o alfaiate te mede todo; altura, cintura, busto, bunda, sei lá.. dali uns dias ele te chama e pronto, fez a roupa que encaixa certinho no seu corpo. O marceneiro é bem parecido também.

Já o arquiteto, que faz projetos mais complexos, te apresenta uma, duas, três, quatro vezes o projeto e você vai mudando aqui, ali.. até ficar como você deseja. Isso acontece porque você imaginou algo, mas quando vê ali “pronto” no 3D, percebe que faltou espaço aqui, uma parede sobrou, o balcão não ficou tão bom, a luz não passa direito, e por ai vai. Dai, você vai mudando ao longo do projeto, pra quando começar a construção não ter erro (ou ter o mínimo o possível).

Pois bem, desenvolvimento de software tem que parecer mais com arquitetura do que com marcenaria.

“Responder a mudanças do cliente é mais importante que seguir o plano inicial”

Esta afirmação faz parte do “manifesto ágil”, e é um dos objetivos da minha empresa. Porque o que importa, de verdade, é ter um produto incrível pronto no final! Super adequado ao que o cliente quer e principalmente util para o usuário final, que faça mesmo sentido.

Desenvolvimento de MVP (Minimum Viable Product)

O produto mínimo viável seria, a maneira mais simples de fazer EXATAMENTE o que seu app fará, sem nada além disso.

Eventualmente quando uma pessoa me procura querendo um app, o que ele quer é validar uma ideia. Arriscar o rico dinheirinho dele em um aplicativo para ver no que dá. Pode ser que não dê em nada, certo?

Por isso acredito que o MVP é o que deve ser desenvolvido, SEMPRE. Por isso sempre faremos MVPs. Vamos desenvolver o projeto no caminho mais curto possível, fazendo apenas o essencial para que o cliente possa em poucos meses validar sua ideia. Se tiver a adesão esperada, seguimos com o desenvolvimento, já com o feedback dos usuários e a experiência adquirida naquele período.

Não tem porque esperar que o cliente invista 80, 100 mil em um projeto de 8 meses, sem saber se aquilo terá aderência ao público alvo. Façamos então o MVP.

Os clientes que quero e os que não quero

Não preciso correr atrás de clientes. O cliente para ser atendido pela empresa deverá ser convincente o bastante para entrar na nossa lista de projetos.

Como disse, somos ágeis e essa agilidade não é brincadeira! Ela precisa estar presente em cada projeto que faremos, mas o cliente precisa entender esse dinamismo e participar conosco de perto.

“Colaboração com o cliente é mais importante que contratos”

Não queremos clientes que não confiem totalmente em nosso processo. Nós é quem somos especialistas em aplicativos, em fazer e em usar! Então o que julgarmos que não ficará bom, não faremos. Claro que tudo conversado com o cliente.

“Não queremos apenas clientes, queremos cases de sucesso!”

Essa afirmação faz todo o sentido pra mim. Colocar mais um projeto online não significa sucesso. Mas fazer um projeto que acreditamos ser realmente incrível, que vai ajudar de verdade os usuários e no qual também apostamos, ai sim é sucesso.

O cliente ideal

O cliente ideal busca entender o que é um modelo ágil de desenvolvimento e fica feliz em saber que toda semana terá uma versão do aplicativo para ir validando.

Imediatamente ele utiliza, percebe o que ficou bom e o que pode melhorar, e acaba decidindo mudar a rota do projeto…… sem problema! Isso é que queremos! Melhorar o projeto enquanto fazemos!

Todos nós sabemos então que neste primeiro momento que o projeto muda um pouco durante o caminho, que o final não será mais o mesmo. Aquilo tudo que tinha sido pensando, mudou. Precisa mudar. Não tem porque continuar desenvolvendo sem adequar para melhor.

Quanto custa um aplicativo?

Resumindo em uma palavra: caro.

Agências de publicidade/propaganda/que fazem sites, somadas devem ter cerca de 120 na minha cidade. Empresas que desenvolvem software para empresa, cerca de 50. Que fazem aplicativos, a minha é a terceira ou quarta. A demanda por aplicativos é grande demais, então se o cliente não pode investir em um projeto, não vale a pena pra gente também.

A ideia de desenvolver o MVP faz com que o projeto seja mais em conta, mas não existe nada que possa ser feito por menos de 20 mil. Este é um preço base de onde começamos o MVP.

Quanto tempo leva pra desenvolver um app

Em um modelo tradicional, dependendo do tamanho do aplicativo, de 6 meses a um ano.

Na App Masters, estamos usando uma tecnologia totalmente nova, React Native, com a qual conseguimos uma produtividade até três vezes maior que das demais empresas. Com isso nossa meta é o MVP em um mês, um mês e meio.

App Híbrido ou Nativo?

Se você não sabe o que é isso, não precisa se preocupar. Decidimos isso pelos nossos clientes.

Mas se você sabe a diferença, e não sabe qual o melhor, te digo: depende. Depende de vários fatores e nós estamos sempre ligados em quais os indicativos de que deve ser híbrido ou nativo. Só usaremos o que há de melhor, e eventualmente o híbrido é a melhor solução.

A equipe de desenvolvimento e o ambiente de trabalho

Pra mim a coisa mais importante na empresa, é a equipe, cada um dos colaboradores. Meu processo de seleção é super criterioso e contrato apenas pessoas inteligentes e interessadas, empolgadas, apaixonadas pelo que fazem.

Aprender programação, é todo dia. Seja para um estudante ou para um membro da equipe. Aprender e ensinar faz parte da nossa cultura.

O ambiente de trabalho tem que ser ótimo, como se fosse o lugar que eu sempre sonhei trabalhar, e assim estou fazendo.

Porque montar uma empresa?

Montar empresa no Brasil é coisa de doido. Já tive quatro então sei do que estou falando. Desenvolver Apps não é fácil! Mas estou sendo movido pelo desejo de fazer algo novo. Não quero concorrer com ninguém (não envio propostas), quero apenas oferecer meu serviço com um nível alto de qualidade, e comprometido com o objetivo do cliente.

Ter uma equipe e poder estudar junto, aprender junto, discutir projetos e ideias me deixa bem animado também. Quero sempre gente nova chegando pra aprender com a gente e poder continuar contribuindo com a comunidade de desenvolvedores.

. . .

Resumindo, estamos começando agora mais com força total! Venha tomar um café conosco qualquer dia!

 
 

Classificado como: Posts Profissionais

Participar comentando (0) →

Deixe seu comentário

ra