Tiago Gouvêa

Blog

Hackathon na empresa

Hackathon na empresa

Ontem fiz um hackathon na minha empresa, App Masters, apenas com a equipe mesmo e foi uma experiência bem interessante! Recebi muitas mensagens pelo instagram com várias perguntas, que achei até bem relevante a ponto de escrever este post para responde-las.

O que é um hackathon?

Quem gosta de correr, as vezes acaba participando de corridas de rua. Os que são mais dedicados, ou profissionais encaram participar de uma maratona, que diferente das outras corridas, é bem longa. Enquanto uma corrida varia entre 6km e 15km, uma maratona tem pelo ao menos 42km. São quase três horas correndo, pra uma pessoa normal.

Um hackathon, é uma maratona também, só que ao invés de correr o corajoso programa. Ao invés de fazer um programinha, ele tem que fazer um projeto “completo” em pouco tempo. Então se reunem um grande números de nerds e hackers (programadores) em um espaço com muito café, energético e comida rica em carboidrato, para desenvolverem algo realmente incrível em apenas 24 horas.

O esforço necessário é gigantesco, tal como uma maratona de corrida. O programador fica vira então a noite, sozinho ou em uma equipe, programando, testando e tentando fazer o máximo para apresentar ao final à banca avaliadora, aos juízes, que decidirão quem merece levar o prêmio.

Porque fazer um hackathon “fechado”?

Tínhamos que fazer um projeto para fornecer informações aos nossos clientes, um sistema para nós usarmos que dê mais transparência aos clientes que contratam desenvolvimento/hora.

Discutindo o projeto vimos que levaria três, quatro ou até cinco dias para a equipe desenvolver o sistema; a parte de backend, as integrações com dois serviços online e a visão do cliente. Dai um membro da equipe sugeriu fazermos um hackathon, num sábado, para desenvolver o tal projeto.

Neste caso, não é um hackathon público, não aceitei inscrições nem chamei ninguém de fora da empresa. A equipe inteira já sabia a importância do projeto e já vínhamos discutindo como seria útil para nossos clientes ter tal ferramenta, então, já estamos alinhados quanto ao objetivo. A tecnologias também todos nós já sabíamos quais seriam, são as que usamos no dia a dia em nossos projetos, com as quais somos rápidos e temos boa produtividade.

Então, o objetivo era fazer o projeto todo, ou boa parte dele, em um sábado apenas, sem virar noite nem nada disso.. só o que rendesse no horário útil mesmo (das 9:30 até as 18:00), porém, de maneira a fazer o mais rápido possível. A participação é opcional.

Qual deve ser o tamanho do objetivo do hackathon?

É preciso ser um desafio, ou seja, algo muito simples e fácil de ser feito não justifica um hackathon. Pra mim, o ideal é até que o objetivo seja quase inalcançável.

Como calcular uma premiação para o hackahton?

Para este hackathon calculei o custo da hora de cada membro da equipe e multipliquei por cinco, considerei todos que estariam presentes e o tempo que cada um ficaria lá no sábado. Guardei esse valor.

Criei então todas as tarefas do projeto detalhadamente em uma planilha, cada uma com nível de dificuldade e importância. Cada tarefa valia uma quantidade de pontos (dificuldades * importância), indo de 2 até 25. Dividi então o dinheiro pelo total de pontos das tarefas disponíveis. Assim cada ponto que o desenvolvedor conseguisse se tornaria cerca de R$5,00.

Você pode considerar que foi caro, ou barato, ou até achar que não valeu a pena. Mas, eu sou programador, então eu também me divirto assim, e vi como todos ficaram super empolgados! É uma injeção de animo o time, que aprende ainda mais a trabalhar em equipe, faz algo realmente útil pra empresa e ainda leva uma grana extra pra casa.

Você já tinha organizado um hackathon antes?

Sim. O primeiro foi pelo Google Developers Group Juiz de Fora. O segundo já foi na App Masters, para contratação da equipe. Este então foi o terceiro.

Estou ajudando a organizar um hackathon com Sebrae, FIEMG e UFJF para novembro em Juiz de Fora, focado em soluções para indústria, e outro em 21 de abril de 2018 focado na área de saúde.

Leia também meu post “Como organizar um hackathon, maratona de programação“.

Qual foi o resultado do hackathon?

Foi muito positivo! O projeto em si, creio que ficou 60% pronto. As partes mais difíceis foram feitas. Com isso 40% do dinheiro que tínhamos separado retornou pro caixa da empresa, e estas tarefas restantes serão feitas no dia a dia mesmo.

Mas coisas bem interessantes aconteceram.

  • Sob pressão, as pessoas mudam. Percebi que alguns desenvolvedores ficaram bem mais rápidos sem perder atenção, outros não conseguiram ser mais ágeis, e um deles ficou bem lento e errático;
  • Foi bom para ver quem sabe seguir o nosso padrão de código e qualidade. Um dos desenvolvedores fez códigos “pelas coxas”, mal feito, que efetivamente não funcionou, e com isso a pontuação da tarefa foi diminuída (quesito qualidade);
  • Deu pra ver quem realmente entende o código que fazemos, quem conhece as ferramentas, linguagens e metodologias. Em tão pouco tempo não tem como fingir que sabe fazer, ou você faz ou não faz;
  • Dá pra identificar o interesse da equipe em criar algo novo. Alguns ficaram super empolgados e ansiosos pelo hackathon, outros nem tanto;
  • Deu pra perceber como o time se comunica, como um diz o que precisa para o outro, porque quase sempre a tarefa de um depende da conclusão de outra. Alguns ficam reclamando, outros pegam pra fazer, outros desistem de esperar.. pra gente que tá gerindo o time é bom ver como cada um funciona.

Pra mim então o saldo deste evento é super positivo, e quero fazer novamente a cada três ou quatro meses.

 

Desenvolvedores que participaram do começo ao fim

 

Posso te contratar para fazer um hackathon em nossa empresa?

Claro!

Acho que o hackathon é realmente uma ferramenta muito boa, seja para eventos fechados ou públicos.

Faça contato para combinarmos os detalhes.

 
 

Classificado como: Posts Profissionais

Participar comentando (0) →

Deixe seu comentário

ra